SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

Nacional

Deslizamento de terra destrói casarões em Ouro Preto (MG)

Publicado

em

Um deslizamento de terra na cidade mineira de Ouro Preto destruiu casas na manhã desta quinta-feira (13). Imagens feitas por populares
Foto: Reprodução

Um deslizamento de terra na cidade mineira de Ouro Preto destruiu casas na manhã desta quinta-feira (13). Imagens feitas por populares mostram o momento em que parte do Morro da Forca desaba no centro histórico do município mesmo sem chuva.

Pelo menos dois imóveis históricos foram atingidos. Um deles pertence à prefeitura de Ouro Preto. Até o momento não há informações de vítimas. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi enviada ao local.

Nacional

Sobe para 24 número de mortos pelas chuvas em MG

Na terça-feira (11) foram registradas cinco mortes

Publicado

em

Subiu para 24 o número de mortes causadas pelas fortes chuvas que estão atingindo Minas Gerais desde o início de outubro, quando teve início a atual temporada de chuvas.
Foto: Marcos Evangelista/Imprensa do Governo de Minas Gerais

Subiu para 24 o número de mortes causadas pelas fortes chuvas que estão atingindo Minas Gerais desde o início de outubro, quando teve início a atual temporada de chuvas. Na terça-feira (11) foram registradas cinco mortes.

O número de pessoas que já perderam as vidas divulgado pela Defesa Civil estadual não inclui as dez mortes causadas pelo desprendimento de um bloco de pedras no Lago de Furnas, em Capitólio (MG), no último sábado (8). As causas desta tragédia ainda estão sendo apuradas, mas autoridades estaduais já anteciparam que parte do paredão rochoso pode ter ruído por efeito da ação das águas.

Até as 10 horas de ontem, a Defesa Civil estadual já contabilizava 19 mortes (sem levar em conta a tragédia de Capitólio). Desde então, foram registrados dois óbitos na cidade de Perdigão; um em Contagem; um em Ouro Preto e um em Santana do Riacho, totalizando 24 vítimas fatais.

Outras 13 cidades mineiras já registram mortes em função das chuvas ou de suas consequências: Brumadinho (5); Caratinga (2); Dores de Guanhães (2); Belo Horizonte (1); Betim (1); Coronel Fabriciano (1); Engenheiro Caldas (1); Ervália (1); Montes Claros (1); Nova Serrana (1); Pescador (1); São Gonçalo do Rio Abaixo (1) e Uberaba (1).

A lista de cidades mineiras que decretaram situação de emergência mais que dobrou nas últimas 24 horas, saltado de 145 para 341. Além disso, desde 1º de outubro de 2021, 24.610 desalojadas tiveram que ser acolhidas na casa de parentes, amigos, vizinhos ou em hospedagens particulares. Outras 3.992 pessoas ficaram desabrigadas, tendo que, em algum momento, ir para abrigos públicos.

Segundo a Defesa Civil estadual, esta quarta-feira ainda terá chuvas intensas nas regiões oeste e sul de Minas Gerais. Na área central, incluindo a capital, o dia será nublado, porém com redução das chuvas em relação aos últimos dias. No restante do estado, terá sol entre nuvens com as típicas pancadas de verão, preferencialmente a partir da tarde.

Continue Lendo

Nacional

Chuvas em Minas Gerais deixam 10 mortos em 24 horas

Com isso, subiu para 19 o número de vítimas desde o início do período de chuvas

Publicado

em

As chuvas que atinguem diversos estados do Brasil, deixaram mais 10 mortos em apenas 24 horas, em Minas Gerais.
Foto: Jascon Oliveira/Arquivo Pessoal

As chuvas que atinguem diversos estados do Brasil, deixaram mais 10 mortos em apenas 24 horas, em Minas Gerais. As informações foram confirmadas na manhã desta terça-feira (11), pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec).

Com isso, subiu para 19 o número de vítimas no estado desde o início do período de chuvas, de 1º de outubro até agora.

As últimas mortes confirmadas ocorreram em São Gonçalo do Rio Abaixo, na Região Central, Ervália, na Zona da Mata, Dores de Guanhães e Caratinga, no Vale do Rio Doce, e Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Desabrigados e desalojados

Desde o início do período de chuvas, em outubro, 145 cidades de Minas Gerais entraram em situação de emergência.

De acordo com os dados da Defesa Civil, o número de desabrigados no estado chega a 3.481, 72 a mais em relação à véspera. Já em relação à quantidade de desalojados, foram 22 novos registros em 24 horas, chegando a 13.756.

O número diverge do informado pelas prefeituras. Em Raposos, na Grande BH, por exemplo, o prefeito fala em 9 mil desabrigados – mais da metade da população.

 

Continue Lendo

Nacional

Chuvas fortes devem atinguir seis estados nesta semana

Por conta do La Ninã, alguns estados têm chuvas intensas que vêm causando transtornos

Publicado

em

Subiu para 24 o número de mortos pelas chuvas e enchentes que ocorrem em diversas regiões do estado da Bahia
Foto: Camila Souza/GOVBA

Ao menos seis estados terão previsão de chuvas fortes e correm riscos de perigo. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alertas vermelhos em Goiás, Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Além desses estados, o alerta é de chuvas intensas também no Maranhão e na Bahia.

Fortes chuvas têm atingido vários locais do Brasil nos primeiros dias do ano. Por conta do fenômeno La Ninã, alguns estados têm chuvas intensas que vêm causando transtornos.

Em Minas Gerais deverá ter a maior quantidade de chuva do país, de acordo com o Climatempo. A precipitação deverá se concentrar, principalmente, no Triângulo Mineiro e na região do Vale do Rio Doce. Até a próxima quinta-feira (13) a chuva será frequente e com intensidade moderada a forte por várias horas na região da grande Belo Horizonte.

No Rio de Janeiro, o risco de temporais é alto no interior nesta segunda (10). A previsão de chuva forte também na região serrana. Pelo menos até quinta-feira, 13, deve haver chuva moderada e forte em todo o estado, com risco de alagamento nas áreas urbanas. Previsão de chuva forte e moderada também na região do Grande Rio.

Há risco de chuva forte e temporal em Goiás. A instabilidade deve se estender também pelo Distrito Federal, oeste de Mato Grosso do Sul e no norte de Mato Grosso. O estado deve ficar em atenção por conta dos riscos de aumento no volume de chuvas.

Todo o estado do Espírito Santo está sob alerta de perigo segundo o Inmet por conta do grande acumulado de chuvas. Há risco de chuva forte e volumosa, com possibilidade de temporais no centro-sul do estado nesta segunda-feira (10).

Também o Maranhão está em alerta de perigo para acumulado de chuvas. A previsão para são Luís é de máxima de 31ºC nesta segunda, 10, e mínima de 24ºC, segundo o Inmet.

E na Bahia, o Instituto Nacional de Meteorologia divulgou um alerta de chuva intensa para algumas regiões do oeste, passando por Brumado, até Vitória da Conquista, no Sudoeste do estado, até a região de Porto Seguro, no sul da Bahia, chegando a Teixeira de Freitas, na divisa com Minas Gerais.

Continue Lendo

Mais Lidas