SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

Esporte

Mundial: Rebeca Andrade é ouro no salto e prata nas barras

Rebeca entrou para um hall de medalhistas brasileiros em Mundiais

Publicado

em

Foto: REUTERS/Kim Kyung-Hoon

A ginasta Rebeca Andrade faturou o título de campeã mundial do salto no Mundial de Kitakyushu neste sábado (23). O ouro no Japão foi a primeira medalha da atleta de 22 anos em Mundiais e a primeira grande conquista apenas dois meses e meio depois de brilhar nas Olimpíadas de Tóquio. E poucas horas depois ela voltou ao pódio com uma prata nas barras assimétricas.

Foi a primeira vez que um ginasta do Brasil conseguiu duas medalhas em um único Mundial. Um dia histórico para Rebeca.

Ela entrou para um hall de medalhistas brasileiros em Mundiais, se juntando a Daiane dos Santos, Daniele Hypolito, Jade Barbosa, Diego Hypolito, Arthur Zanetti e Arthur Nory. E a coleção de medalhas de Rebeca pode aumentar no domingo, às 5h (de Brasília), quando ela fecha sua participação em Kitakyushu na decisão da trave.

“Estou muito feliz. Foi muito importante, assim como foram as medalhas olímpicas. Sempre quis ser medalhista em um Mundial, sempre quis ser medalhista olímpica. Sempre tive a Dai, a Jade, a Daniele, o Diego, o Zanetti, o Nory, todos eles como ídolos para mim. Estou fazendo parte desse time”, disse Rebeca.

No salto, a brasileira praticamente cravou seus dois voos, um Cheng (15,133 pontos) e um Yurchenko com dupla pirueta (14,800) para ficar com uma média de 14,966 pontos. Foram os dois melhores saltos da decisão, o que fez a brasileira ter quase um ponto de vantagem para a segunda colocada, a italiana Asia D’Amato, com 14,083. A russa Angelina Melnikova completou o pódio, com 13,966.

Nas barras assimétricas, Rebeca não conseguiu fazer uma ligação de movimentos que tinha executado na classificatória. Ainda assim a boa execução fez a diferença, inclusive no critério de desempate com a chinesa Luo Rui, ambas com 14,633 pontos. A também chinesa Wei Xiaoyuan ficou com o título, com 14,733 pontos.

Por ser a atual campeã olímpica, Rebeca entrou na final do salto como favorita. Foi a ginasta que apresentou os saltos mais difíceis na classificatória e liderou com quase meio ponto de vantagem. Não bastassem todas essas credenciais, a brasileira foi parâmetro na decisão também por ter sido a segunda a se apresentar. E colocou o sarrafo bem alto.

Esporte

CBF terá de realizar novas eleições

Justiça torna nulas as alterações nas regras eleitorais da entidade e determina que nova assembleia seja realizada em um prazo de 30 dias

Publicado

em

nessa terça-feira (30), os efeitos da decisão judicial que determinou a realização de novas eleições para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A Justiça do Rio restabeleceu, nessa terça-feira (30), os efeitos da decisão judicial que determinou a realização de novas eleições para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Por dois votos a um, a 19ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça foi favorável ao recurso de agravo interno interposto pelo Ministério Público do Rio Janeiro (MPRJ). A ação civil pública, ajuizada pelo MPRJ em 2017, demonstrou que a entidade desrespeitou a Lei 9.615 (Lei Pelé), ao realizar assembleia para reforma estatutária, no dia 23 de março de 2017, sem respeitar a convocação obrigatória dos representantes dos clubes das séries A e B do Campeonato Brasileiro de Futebol.

Efetivamente, tornam-se nulas as alterações nas regras eleitorais da entidade. Com isso, de acordo com a Justiça, uma nova assembleia deverá ser realizada, em um prazo de 30 dias, para a discussão desses assuntos. Além das 27 federações, terão de ser convocados os clubes integrantes do Colégio Eleitoral: os da primeira divisão, na forma do Artigo 22, Parágrafo 4º, I e II, do Estatuto de 2015, que estava em vigor à época – a inclusão dos de segunda divisão se deu justamente por causa da modificação eleitoral ocorrida em março de 2017.

Manobra

Para o MPRJ, a CBF realizou uma manobra para aprovar o novo estatuto, prevendo critério diferenciado de valoração de votos que impede os clubes de constituírem maioria nas eleições.  De acordo com a ação, na assembleia deliberativa os clubes da segunda divisão ganharam poder de voto (peso 1). Porém, uma cláusula passou a definir que nas assembleias gerais de natureza eleitoral, cada voto das federações filiadas tem peso três. Já os votos dos clubes da primeira divisão passaram a ter peso dois. Antes, todos tinham peso um.

De acordo com a ação, com a inclusão dos times da Série B, adequando-se, enfim, o Estatuto da CBF aos preceitos da Lei Pelé, pela primeira vez, os clubes de futebol, poderiam alcançar maioria de votos, frente às federações e, assim, incrementar a participação na gestão do esporte. Se as alterações no valor dos votos não tivessem sido adotadas, os 20 clubes da primeira divisão, somados aos 20 da segunda divisão, atingiriam o total de 40 votos. Enquanto isso, as federações permaneceriam com 27.

Continue Lendo

Esporte

Djokovic deve perder grand slam por não estar vacinado

Os organizadores do Aberto da Austrália disseram que todos os jogadores terão que estar imunizados para participar

Publicado

em

É improvável que Novak Djokovic jogue o Aberto da Austrália se as regras sobre a vacinação contra Covid-19 não forem relaxadas, disse o pai do número 1 do mundo, Srdjan Djokovic.

Os organizadores do primeiro grand slam do ano disseram que todos os jogadores terão que ser vacinados para participar.

Djokovic até agora se recusou a revelar se está vacinado e seu pai disse à TV Prva da Sérvia que a posição do órgão regulador do tênis na Austrália sobre os jogadores serem vacinados era equivalente a “chantagem”.

“No que diz respeito às vacinas e não vacinas, é direito pessoal de cada um de nós sermos vacinados ou não. Ninguém tem o direito de entrar em nossa intimidade”, disse Srdjan ao site de notícias B92, citando Srdjan.

Djokovic conquistou nove títulos de grand slam em Melbourne Park, incluindo o torneio deste ano, e compartilha o recorde de 20 títulos de grand slam masculino com Roger Federer e Rafael Nadal.

Nadal confirmou que vai jogar no Melbourne Park em janeiro, mas Federer vai perder o torneio por estar em recuperação de outra cirurgia no joelho.

O Aberto da Austrália começa em 17 de janeiro.

Continue Lendo

Esporte

Palmeiras conquista terceira Libertadores

Com a conquista, o Verdão vai ter mais uma chance de conquistar seu primeiro Mundial de Clubes da Fifa

Publicado

em

O Palmeiras conquistou seu terceiro título da Libertadores ao vencer o Flamengo por 2 a 1, no Estádio Centenário, em Montevidéu-URU. O Verdão
Deyverson, o predestinado, marcou o gol decisivo que deu o título ao Verdão

O Palmeiras conquistou seu terceiro título da Libertadores ao vencer o Flamengo por 2 a 1, no Estádio Centenário, em Montevidéu-URU. O Verdão saiu na frente com Raphael Veiga, logo aos quatro minutos. O Rubro-Negro empatou com Gabigol, levando o jogo para prorrogação. Foi aí que brilhou a estrela de Deyverson, que aproveitou falha de Andreas Pereira, no início do primeiro tempo da etapa complementar e marcou o gol decisivo.

Agora, o Palmeiras faz parte da seleta lista de clubes brasileiros que conquistaram três vezes a Libertadores, ao lado de Grêmio, Santos e São Paulo. Além da taça na atual temporada, o Verdão foi campeão nas edições de 1999 e 2020.

Com a conquista da Libertadores, o Palmeiras vai ter mais uma chance de conquistar seu primeiro Mundial de Clubes da Fifa. O torneio será disputado nos Emirados Árabes Unidos, provavelmente em meados de fevereiro. A data oficial será divulgada nesta segunda-feira (29), no mesmo dia em que será realizado o sorteio dos confrontos, que será disputado também por Chelsea, Al Hilal, Al Ahly, Monterrey, Auckland City e Al Jazira.

Continue Lendo

Mais Lidas